Dicas - Soberano

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Dicas

DICAS ESSENCIAIS PARA PREPARO NA COZINHA

BIFES - Selar e Assar:

  • Esse modo de preparo é indicado para bifes mais espessos.

  • Selar trata-se de dourar a superfície da carne. Essa é uma técnica usada para que a carne não perca sua suculência, mantendo os sumos dentro do bife durante o cozimento.

  • Pré-aqueça o forno em fogo médio-alto.

  • Pré-aqueça uma chapa ou frigideira em fogo médio-alto com 1 colher de sobremesa de azeite e aguarde até que o azeite esteja bem quente.

  • Tempere o bife a gosto, usando, preferencialmente, somente sal e em seguida leve-o à chapa ou frigideira.

  • Sele o bife de cada lado até dourar.

  • Nunca coloque muitos pedaços de carne juntos, pois isso abaixa a temperatura da chapa ou frigideira e a carne não sela.

  • Acomode os bifes em uma assadeira e leve ao forno por 5 a 8 minutos de cada lado, dependendo da espessura do bife.

  • Retire a carne e sirva com molho a sua escolha.


MAMINHA – modo de preparo:

  • Pré-aqueça o forno em fogo alto.

  • Tempere a carne a gosto, usando, preferencialmente, somente sal e em seguida leve-a ao forno.

  • Coloque a peça inteira sobre a grelha do forno (no meio do forno) com a gordura para cima e coloque uma assadeira com água embaixo da grelha.

  • Vire a peça depois de cerca de 10 minutos e aguarde por mais 10 minutos.

  • Enquanto aguarda, pré-aqueça uma chapa ou frigideira em fogo médio-alto com 1 colher de sobremesa de azeite e aguarde até que o azeite esteja bem quente.

  • Retire a carne do forno, fatie em bifes de 1 cm, sempre na direção contrária às suas fibras, e em seguida leve os bifes à chapa ou frigideira, deixando-os por pouco tempo de cada lado, até dourarem.

  • Retire a carne e sirva com molho a sua escolha.


ARMAZENAMENTO DAS CARNES


RESFRIADAS:

  • As carnes devem ser mantidas no refrigerador em suas embalagens originais a vácuo até o momento do preparo.

  • Recomendasse consumir o produto em até 48 horas após a retirada da loja.

  • Caso alguma carne tenha sua embalagem aberta e não seja preparada, recomendamos que o produto seja retirado da embalagem original, seja enrolado em filme plástico (PVC) e colocado imediatamente no congelador.

  • Caso o consumo venha a ocorrer 48 horas após a retirada da loja, recomendamos que a carne seja mantida em sua embalagem a vácuo original e seja armazenada no congelador.


CONGELADAS:

  • As carnes devem ser mantidas no congelador em suas embalagens originais a vácuo até o momento do preparo.

  • Nunca descongele carne em temperatura ambiente ou em água quente.

  • As carnes devem ser descongeladas de maneira lenta, dentro de um refrigerador. Esse cuidado garante uma máxima maciez, suculência e sabor da carne, e evita a formação de bactérias.

  • Não recomendamos congelar novamente carnes que já tenham sido congeladas anteriormente.

  • Prazo aproximado de descongelamento no refrigerador:

  • Carnes em porções menores ou em bife demoram cerca de 1 dia para descongelar;

  • Carnes em peça podem demorar até 2 dias para descongelar, dependendo do seu peso;

  • Uma peça de carne leva cerca de 12 horas por quilo para descongelar totalmente.


DICAS ESSENCIAIS PARA PREPARO DE CHURRASCO


FRALDINHA – modo de preparo:

  • Tempere a carne a gosto, usando, preferencialmente, somente sal grosso, em seguida coloque-a na grelha.

  • Leve a peça inteira à grelha em altura média.

  • A peça deve ser virada somente uma vez. Isso deve ser feito quando o sumo aparecer nas extremidades da superfície da carne.

  • O tempo de grelha no segundo lado deve ser menor do que no primeiro, pois a carne já está mais quente.

  • Um bom momento para retirar a carne é quando o sumo surgir novamente nas extremidades da superfície da carne, obtendo assim uma carne ao ponto para mal passada.

  • Quando tirar a Fraldinha, corte-a contra as fibras em tiras longas e depois corte estas em pedaços menores para servir.


COSTELA BOVINA – modo de preparo:

  • Tempere a costela a gosto, usando, preferencialmente, sal bem grosso e em seguida embrulhe-a em papel alumínio e leve-a a grelha.

  • Coloque a peça inteira, com o osso para baixo, na grelha alta.

  • Depois de cerca de 30 minutos vire a peça, colocando o osso para cima, e aguarde por mais 30 minutos.

  • Retire o papel alumínio e leve novamente a peça à grelha alta e com o osso para baixo.

  • Depois de cerca de 20 minutos vire a peça, colocando o osso para cima. Aguarde por mais 20 minutos e a costela estará pronta para servir.


COMO DEIXAR A CARNE MAIS MACIA

Essas dicas não servem só para churrasco, como também para outros tipos de preparos, como cozidos, carnes de panelas, bifes, entre outros.

  • Corte a carne contra o sentido das fibras: assim os dentes só terão o trabalho de separar as fibras e triturá-las com muito mais facilidade.

  • Prepare-a sempre com a gordura: quando a carne possui uma capa de gordura, só a retire após o prato pronto, já que essa gordura entra na carne, aumentando sua maciez.

  • Leite de mamão verde: algumas gotas na carne crua já bastam sem alterar o sabor. O amaciante de carne vendido no mercado tem um gosto forte e pode alterar o sabor da carne. Alguns sucos de frutas (como laranja, abacaxi, figo) agem semelhante ao leite de mamão, e são mais fáceis de encontrar.

  • Corte: os cortes traseiros geralmente são mais macios que os dianteiros, por serem menos trabalhados pelo boi.

  • Evite furar a carne: furar a carne facilita a evaporação de sua suculência, o que tira boa parte da maciez da carne.

  • Marinada: as marinadas geralmente têm vinagre ou alguma substância semelhante, que agem como enzimas amaciando a carne.



SAL GROSSO

Hoje em dia existem vários tipos de tempero para a carne, porém a maioria acredita que o melhor ainda é usar apenas sal grosso. Para melhores resultados, separe os cubos mais grossos de sal dos mais finos, usando somente os mais grossos para temperar a carne. Não use sal refinado (sal de cozinha), pois o risco de salgar a carne em excesso é muito grande. Não é recomendado o uso de salmoura (mistura de água e sal refinado), pois a água muda o pH da carne e, juntamente com o sal fino, enrijece as fibras e endurece a carne.

Não use sal grosso úmido, pois ele faz com que a carne absorva muito mais o sal, comprometendo seu sabor. Para retirar a umidade do sal, basta aquecê-lo por alguns minutos em uma travessa no forno, mexendo constantemente até que fique seco.

Não se deve temperar a carne com sal grosso com muita antecedência pois a carne resseca. Para salgar a carne de forma correta, espalhe sal grosso em toda a superfície da carne. Quando a carne começar a transpirar significa que o sal está ficando bem aderido e entrando na carne (e não retirando o suco, como se imagina). Este é o momento certo de levá-la à churrasqueira. Antes, porém, você deve retirar todo o sal da mesma, esfregando a carne com as mãos. Com esta dica você raramente irá errar no sal.

Retirando o sal para servir
Para tirar o sal da carne, segure o espeto firmemente e bata a carne com as costas de uma faca. Faça isto longe do fogo, pois o sal pode estourar em seus olhos se a carne ainda estiver dentro da churrasqueira.

 
Boutique de Carnes Soberano
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal